Como Identificar uma Seita

Seria redundante dizer que para identificar uma seita, basta verificar se ela está fundamentada em heresias. Existem alguns aspectos muito comuns às seitas; dentre eles, destacamos os seguintes:

1. Jesus não é o centro das atenções – As seitas, de um modo geral, subestimam o valor de Jesus. As orientais têm os seus deuses. ou profetas que colocam acima de tudo e as ocidentais ou substituem Jesus por outro “Cristo” ou colocam o Filho de Deus em posição secundária, tirando-lhe a Divindade e os atributos Divinos em conseqüência.

2. Têm outras fontes doutrinárias além da Bíblia – Crêem apenas em partes da Bíblia. Admitem e aceitam como “inspirados” escritos de seus fundadores ou de pessoas que repartem com eles boa dose daquilo em que crêem. Algumas chegam a desacreditar da Bíblia, da qual fazem muitas restrições.

3. Dizem serem os únicos certos – Uma das principais características de uma seita falsa é esta. Pode ter sido fundada há 5, 10, 20 ou 100 anos; não importa – é a única certa e ai daqueles que não lerem pela sua cartilha! tais pessoas deveriam pelo menos ter o cuidado de não serem tão presunçosas.

4. Usam de falsa interpretação – As interpretações que fazem do texto Bíblico, desprezando os princípios auxiliares da Hermenêutica têm levado inúmeras pessoas às vezes bem intencionadas a fundarem uma seita. De um modo geral isso acontece pela total ignorância das regras de interpretação do nosso próprio idioma que são ensinadas em nossos colégios.

5. Ensinam ao homem a desenvolver sua própria salvação – Não somente ensinam os homens a se salvarem mas prometem uma salvação inteiramente naturalista em seu conceito. É a vida deste mundo repetida, retiradas as suas feições desagradáveis. Os antigos egípcios ensinavam: “preparai vos para os julgamentos de Osíris observando as regras da boa conduta”. Confúcio preceituava: “Andai nas veredas pisadas; sede bons cidadãos do império celeste”. Na Índia, o Buda aconselhava: “Andai no nobre caminho dos oito passos”. O maometismo recomenda: “Firmai-vos junto dos Cinco Pilares da Conduta”. De um modo geral as religiões e seitas falsas ensinam aos homens a se salvarem e a desenvolverem sua própria salvação.

6. São proselitistas – Uma das atividades principais das seitas é “pescar no aquário dos outros”. Fazem seus neófitos não entre os doentes, aflitos, desesperados ou necessitados. Aproveitam a fé de que já é possuído aquele que têm em mira e com um pouco de sutileza conseguem desencaminhar para o seu meio até mesmo muitos bons cristãos. Devemos estar com os nossos olhos bem abertos para com essa gente! “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios.” (I Timóteo 4.1)

1 Comment

  1. Vanderly Pereira Passos disse:

    Parabéns! Matéria perfeita, que Deus o ilumine, depois desta explicação só vai seguir seitas quem quiser, não estarão mais sendo enganados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


1 + 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>