Confissão de Fé

Jo. 8:32 – E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Jo. 17:17 – Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.
II Co. 13:8 – Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade.

Deus

Cremos em UM só DEUS, Criador dos céus e da terra e de tudo que neles há, cuja sua divindade é composta por três pessoas. Pai, Filho e Espírito Santo. E dEle é tudo e para Ele nós vivemos.

Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.
Efésios 4:6 

Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra (Jesus Cristo Jô 1:14/Apoc. 19:13), e o Espírito Santo; e estes três são um.
1 João 5:7

Eu e o Pai somos um.
João 10:30

Jesus Cristo

Cremos que Jesus Cristo é o Filho de Deus, e por isso é Deus, Senhor dos senhores, Rei dos reis, e tudo foi criado por Ele e para Ele. Ele se fez carne e habitou entre nós, sem pecados, entregou-se a morte, e morte de cruz para que seu sacrifício, através do seu Sangue nossos pecados são perdoados. Cremos que este mesmo Jesus, nosso Senhor ressuscitou ao terceiro dia vencendo a morte e logo depois de alguns dias ascendeu-se aos céus e hoje está à destra do Pai, o qual em breve voltará para buscar a sua igreja. Com isso fora do Nome dEle não há salvação, Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida, fora dEle ninguém chegará ao Pai.

Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.
1 João 4:15

Declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos, Jesus Cristo, nosso Senhor,
Romanos 1:4

A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores;
1 Timóteo 6:15

E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores.
Apocalipse 19:16 

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
João 1:3 

Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
Colossenses 1:16

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Filipenses 2:8

O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
Hebreus 1:3

A este ressuscitou Deus ao terceiro dia, e fez que se manifestasse,
Atos 10:40

 E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.
Apocalipse 4:8

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.
Atos 4:12

Espírito Santo

Cremos que o Espírito Santo é a terceira pessoa da trindade, o próprio Espírito de Deus que no principio se movia sobre a face das águas, o mesmo que estava sobre os profetas e que gerou o Senhor Jesus em Maria, o Consolador prometido e enviado pelo Senhor Jesus para habitar em nós. O Espírito da Verdade, o Único que nos convence do pecado, da justiça e do juízo. Hoje somos Templo deste mesmo Espírito o qual através dEle anunciamos e testificamos de Jesus, é Ele quem nos da dom e poder para a glória de Deus.

E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
Gênesis 1:2 

Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra (Jesus Cristo Jô 1:14/Apoc. 19:13), e o Espírito Santo; e estes três são um.
1 João 5:7

Sim, fizeram os seus corações duros como diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo seu Espírito mediante os profetas precedentes; donde veio a grande ira do Senhor dos Exércitos.
Zacarias 7:12

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.
Mateus 1:18

Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
João 14:26

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
1 Coríntios 6:19 

Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar.
Lucas 12:12

Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós.
2 Timóteo 1:14

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
João 16:8

Bíblia Sagrada / Palavra de Deus

Cremos que a Bíblia Sagrada é única revelação por parte de Deus dado aos homens, para que todos tenham conhecimento do que Deus nos fala, ensina e nos mostra como devemos proceder e depositar nossa fé, pois a Bíblia é a palavra de Deus e sempre será. Qualquer outro tipo de revelação que não tem harmonia com a Bíblia é de procedência humana e não divina, porque a palavra de Deus não se altera e sim permanece para sempre.

Cremos ser a Bíblia, na forma como a conhecemos hoje, composta por 66 livros, sendo 39 do Velho Testamento e 27 do Novo testamento, a Inerrante e Infalível Palavra de Deus, totalmente inspirada pelo Espírito Santo, sendo a revelação final e completa de Deus para os homens.

As Sagradas Escrituras é a nossa única regra de fé e prática, tornando-se assim a constituição de todo o verdadeiro povo de Deus. A Ela nada podemos acrescentar ou diminuir. Nela estão contidas todas as instruções e vontades de Deus para o ser humano.

A Palavra de Deus é viva e eficaz, podendo através da sua simples leitura acompanhada pela iluminação do Espírito Santo converter e salvar o homem pecador.

Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão.
Marcos 13:31 

a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada.
1 Pedro 1:25

Examinais as escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim.
João 5:39

Quem crer em mim, como diz a escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.
João 7:38

Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.
Atos 17:11

Toda a escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.
2 Timóteo 3:16 e 17

Estas coisas, irmãos, apliquei-as figuradamente a mim mesmo e a Apolo, por vossa causa, para que por nosso exemplo aprendais isto: não ultrapasseis o que está escrito; a fim de que ninguém se ensoberbeça a favor de um em detrimento de outro.
1 Coríntios 4:6

Cremos na necessidade da leitura e estudo sistemático das Sagradas Escrituras por todo cristão desde a mais tenra idade. Entendemos não haver outra forma de crescimento espiritual fora da Bíblia.

Jesus Cristo exortando aos Saduceus disse: “Errais não conhecendo as Escrituras, e nem o poder de Deus”. Em outra ocasião Ele declara: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam”.

A Palavra de Deus nos orienta: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor”. O próprio Deus também advertiu o povo no passado sobre o perigo de não procuramos o conhecimento quando diz: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento”.

Assim devemos seguir o exemplo da Igreja de Beréia, considerada nobre, por examinar nas escrituras as palavras que Paulo pregava. Como está escrito: “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim”.

Entendemos equivocada a interpretação que se faz de II Co. 3:6b, onde alguns irmãos defendem que é errado estudar a Bíblia, baseados no trecho: “Porque a letra mata e o espírito vivifica”. Ao interpretarmos a palavra de Deus não podemos considerar apenas parte de um versículo, temos que interpretá-la a luz de todo o contexto. Devemos analisar a palavra de Deus como um todo.

Assim ao fazermos uma leitura do versículo em questão: II Co. 3:6 “O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica”. Percebemos que o assunto tratado não é sobre o estudar ou não a Bíblia. O assunto tratado é sobre o ministério da Lei (letra) que mata, em contraste ao ministério do Espírito que vivifica. Essa idéia é abordada em todo o capítulo.

Salvação

Não existem formas, meios e nem méritos de nenhum ser humano usar seu próprio corpo para que alguém seja salvo, mas se queremos ser úteis para Deus devemos aproveitar nossas oportunidades para mostrar as pessoas o “caminho da salvação”, anunciando a Jesus que é digno de toda honra e mérito.

Cremos que a salvação é um presente gratuito de Deus ao homem, através do sacrifício de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, não havendo no homem capacidade, fidelidade ou mérito algum para que seja salvo.

A salvação se dá única e exclusivamente pela fé em Cristo Jesus, não podendo ser comprada, conquistada, adquirida, mas simplesmente aceita com gratidão, reconhecendo que todo trabalho, sacrifício, preço, foi realizado e pago por Cristo Jesus no madeiro da cruz.

Nenhuma organização religiosa pode oferecer salvação em si mesma, pois a Bíblia nos diz: “Porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos”.

Negar essa verdade Bíblica é desprezar a morte sacrificial e vicária de nosso Senhor Jesus Cristo. Jesus sofreu e morreu no lugar da humanidade. Ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Jesus ressuscitou para nossa Justiça, Santificação e Redenção.

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o Caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
João 14:6

Naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação exultaremos e nos alegraremos.
Isaías 25:9

Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
João 3:17

 Por esta razão, tudo suporto por causa dos eleitos, para que também eles obtenham a salvação que está em Cristo Jesus, com eterna glória.
2 Timóteo 2:10

E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.
Atos 4:12

Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
Romanos 10:9

Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Romanos 10:13

Cremos que Graça são todos os favores imerecidos de Deus, que vem ao encontro do homem pecador.

A Graça de Deus nada mais é do que a pessoa de Jesus Cristo, conforme nos diz a Bíblia: “Porque a Graça de Deus se manifestou trazendo salvação a todos os homens”.

Nenhuma organização religiosa tem o direito de se auto denominar “A Graça de Deus”.

Como o ser humano nunca teve condições de salvar a si mesmo muito menos a outros, por causa do pecado, coube a Deus, usando de Graça, a missão de enviar seu filho Amado para resgatar o pecador que estava perdido. “A Graça de Deus é Jesus Cristo”.

Igreja / Acepção de Pessoas

Para Deus não existe acepção de pessoas, Deus não escolheu uma denominação para ser melhor do que a outra, pois a igreja de Cristo é uma só, todos nós os Cristãos independente de denominação somos irmãos e da mesma maneira seremos julgados, e salvos pela graça de Cristo.

Cremos que Jesus instituiu Sua Igreja sobre a Terra. Esta é formada por todos os cristãos de todas as partes do mundo e de todas as épocas, independente da cultura, costumes ou denominação, desde que baseada nas Escrituras. Jesus Cristo declarou: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu Nome, aí Eu estou no meio deles”.

Diante da grandeza do sacrifício de Jesus no Calvário, realizado em benefício de todos os homens, não é Bíblico uma igreja, denominação ou grupo religioso auto-intitular-se: “A única e verdadeira Igreja” ou “O único e verdadeiro caminho”, usurpando um lugar que é exclusivamente de Cristo. Cremos também que nenhum grupo religioso pode afirmar que são “Os remanescentes” ou “Os restauradores do verdadeiro Evangelho”, pois fiéis são as palavras da Escritura: “E sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Assim a Igreja de Cristo nunca precisou ser restaurada porque em nenhum momento ela foi ou será destruída.

Entendemos que, as Igrejas que professam a mesma fé e doutrina, são aquelas que estão fundamentadas nos mesmos princípios de fé, e não aquelas que são pertencentes a uma mesma denominação religiosa.

Então, falou Pedro, dizendo: Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas; pelo contrário, em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável.
Esta é a palavra que Deus enviou aos filhos de Israel, anunciando-lhes o evangelho da paz, por meio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos.
Atos 10:34, 35 e 36

Porque para com Deus não há acepção de pessoas.
Romanos 2:11

 se, todavia, fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, sendo argüidos pela lei como transgressores.
Tiago 2:9

Purificação de Pecados / Boas Obras

Purificação de pecados somente através do sangue de Jesus, não existe outra forma de um homem se limpar de toda a contaminação. Somente quando uma pessoa aceita a Jesus e recebe a palavra em seu coração ali o homem começa ser lavado pelo sangue de Cristo, pois começa o processo em que a pessoa deixa toda a corrupção, imundice, idolatria e pecados para edificar a sua casa sobre a rocha, edificar sobre o fundamento um edifício de ouro ou prata para suportar toda a prova deste mundo.

Cremos que a Igreja de Cristo deve caminhar neste mundo sem máculas nem rugas, mas em verdadeira e total santificação. As boas obras de um cristão não lhe conferem salvação, ou essa deixaria de ser gratuita. Do contrário, as boas obras são a conseqüência de uma vida transformada pelo poder do Evangelho. Jesus nos ensina: “Por seus frutos os conhecereis”.

O verdadeiro cristão, nascido de novo, que se entregou totalmente ao senhorio de Jesus Cristo, passa a ser uma pessoa cheia do Espírito Santo. Assim, o próprio Espírito de Deus produz no crente o “Fruto de santificação”.

Entendemos com isso que não realizamos boas obras para sermos salvos. Realizamos boas obras porque já fomos salvos por Cristo Jesus e transformados pelo poder do Espírito Santo.

A santificação e as boas obras são sinais exteriores da verdadeira conversão interior.

Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas,
Hebreus 1:3

Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
1 João 1:7

e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados,
Apocalipse 1:5

Batismo

Todos os crentes que recebem Jesus como Salvador pessoal devem ser submetidos ao batismo, como ordenou Jesus, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, exteriorizando assim o “nascer de novo” ensinado pelo Mestre a Nicodemos.

Entendemos que este ritual em si mesmo não é dotado de nenhum poder. As águas batismais não podem perdoar, lavar ou regenerar o homem dos seus pecados. Esse benefício só é conseguido através do lavar regenerador do Sangue de Cristo, mediante a fé de quem o deseja.

O batismo assim figura como símbolo exterior de uma realidade ocorrida interiormente. Exemplo disso é o ladrão da cruz ao confessar Jesus como seu salvador. Mesmo impossibilitado de ser batizado em águas foi salvo pela fé.

Entendemos como válido o batismo realizado por outras denominações evangélicas na forma do exposto acima, não sendo necessário que o fiel seja rebatizado ao mudar de denominação, a menos que manifeste esse desejo.

Ref.1:(Jo. 3:3-7 – Mc. 16:16 – At. 2:38 – Lc. 23:33 –42 – Tt. 3:4-7).

Oração

Cremos no poder da oração. Jesus nos ensinou a orar em Seu Nome, sob a gloriosa promessa de que tudo o que pedirmos, havendo concordância com a vontade do Pai, receberemos. O cristão deve ter uma vida de comunhão com Deus através da oração, tanto para expressar sua gratidão como para confiarmos a Ele suas petições.

Através das Escrituras nosso Pai celestial fala com Seus filhos; através da oração, falamos com Ele. Diante do apelo do apóstolo Paulo para que orássemos “sem cessar”, entendemos que nesta questão, a posição corporal é irrelevante. Podemos estar em oração em qualquer lugar e a qualquer momento.

No culto público não vemos problema em se fazer orações de joelhos. Jesus orou em pé na entrada do sepulcro de Lázaro. O rei Ezequias orou deitado em sua cama e estas orações obtiveram respostas imediatas da parte de Deus. Ou se pode orar em pé com as mãos levantadas.

Quero, portanto, que os varões orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem animosidade.
1 Timóteo 2:8

Evangelismo / Missões

Cremos que todo cristão é chamado para o evangelismo. Jesus incumbiu a todos os seus discípulos que pregassem as boas novas a toda criatura.

A fé vem pelo ouvir, o ouvir a Palavra de Deus. Mas como os homens ouvirão, se não há quem pregue? Como pregarão se não forem enviados?

Jesus, nos três anos de Seu ministério pregou incessantemente, utilizando-se de sinagogas, casas e praças públicas. Ao nos converter ao Evangelho, Ele nos dá uma incumbência chamada “ministério da reconciliação”, onde todos os crentes devem se comprometer em anunciar a Obra de Jesus, que reconcilia os homens com Deus.

Reconhecemos também como válidas o uso de todas as formas de mídias para propagação do Evangelho.

Entendemos que a Igreja deve se preocupar com o ser humano em todas as áreas da sua vida quer seja espiritual, material, psicológica ou física. A Igreja deve se envolver com a comunidade onde está inserida para que possa ter um maior poder evangelístico. Conforme nos ensina as Escrituras: “Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo”.

Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Mateus 28:19

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.
Marcos 16:15

Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?
E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!
Mas nem todos obedeceram ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem acreditou na nossa pregação?
E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.
Romanos 10:14 ao 17

louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.
Atos 2:47

Ressurreição dos mortos

Cremos que assim como Jesus ressuscitou dentre os mortos, assim também ressuscitaremos, ou seja, o nosso corpo mortal, independente de como, quando e onde foi que morremos, ressuscitaremos em um corpo glorioso, incorruptível e imortal semelhante ao de Cristo.

Os justos ressuscitarão para a vida eterna e os ímpios ressuscitarão para o juízo e condenação.

Os teus mortos e também o meu cadáver viverão e ressuscitarão; despertai e exultai, os que habitais no pó, porque o teu orvalho será como o orvalho das ervas, e a terra lançará de si os mortos.
Isaías 26:19

Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição,
Romanos 6:5

E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
Romanos 8:11

Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.
Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.
Filipenses 3:20 e 21

Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos.
Atos 24:15

 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
Daniel 12:2

Arrebatamento da Igreja

Cremos que Jesus irá voltar antes da grande tribulação para arrebatar a sua igreja, ou seja, todos aqueles que estiverem cumprindo com o chamado de Cristo não passarão pela grande assolação o qual profetizou Daniel no capitulo 12.

E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro.
Daniel 12:1

Vigiai pois em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do homem.
Lucas 21:36

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
Tessalonicenses 4:16 e 17

Conclusão

Existem muitos outros temas que fazem parte de nossa confissão de fé, que ao decorrer do tempo poderão ser acrescentada junto a estes, mas através destes acima entenderão que a nossa fé é a fé cristã pregada e ensinada em todo o mundo dentre aqueles que têm o compromisso com a verdade.

O centro, o alvo, o objetivo é, e sempre será, JESUS CRISTO, o Autor da nossa Fé.

Seja você também um seguidor de Jesus Cristo, garanta a sua salvação, busque-O enquanto pode encontrá-lO.

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”.
Filipenses 4:7

No Comments